Sáb, 14 de Julho de 2018
Rua Delfino Facchina, 61 (Cidade Ademar) - Americanópolis - São Paulo/SP - CEP 04409-080
Renuniões Públicas
Tarde 2ª, 3ª, 4ª, 6ª e Sábado: das 14hs30 às 16hs00
Noite 2ª, 3ª, 4ª, 5ª e 6ª das 20hs30 às 21hs30 
Renuniões Públicas
Tarde 2ª, 3ª, 4ª, 6ª e Sábado: das 14hs30 às 16hs00
Noite 2ª, 3ª, 4ª, 5ª e 6ª das 20hs30 às 21hs30 

Sabedoria do Evangelho

Carlos Torres Pastorino



Atualizado: 14/07/2018


VOLUME 3
112) JOÃO - REENCARNAÇÃO DE ELIAS – P1

Mat. 11:2-19
2. Como João, no cárcere, tivesse ouvido falar das obras de cristo, mandou dois de seus discípulos perguntar-lhe: 3. "És tu o que vem, ou devemos esperar outro"? 4. Respondeu-lhes Jesus: "Ide contar a João o que estais ouvindo e observando: 5. os cegos vêem de novo; os coxos andam; os leprosos ficam limpos; os surdos estão ouvindo; os mortos se levantam e aos mendigos é dirigida a boa-nova; 6. e feliz aquele que não tropeça em mim". 7. Ao partirem eles, começou Jesus a falar ao povo a respeito de João: "Que saístes a ver no deserto? Uma cana sacudida pelo vento? 8. Mas que saístes a ver? Um homem vestido de roupas finas? Os que vestem roupas finas residem nos palácios dos reis. 9. Mas que saístes a ver? Um profeta? Sim, digo-vos, e muito mais que um profeta. 10. É dele que está escrito: 'Eis que envio ante tua face meu mensageiro, que preparará teu caminho diante de ti'. 11. Em verdade vos digo que não apareceu entre os nascidos de mulher outro maior que João, o Batista (o que mergulha); mas o reino dos céus é maior que ele. 12. Desde os dias de João, o Batista, até agora, o reino dos céus é assaltado, e os assaltantes o conquistam, 13. porque todos os profetas e a lei profetizaram até João. 14. E se quereis aceitar (isto), ele mesmo é Elias que estava destinado a vir. 15. O que tem ouvidos, ouça. 16. Mas a que hei de comparar esta geração? É semelhante a meninos sentados nas praças, que gritam aos companheiros: 17. 'nós vos tocamos flauta, e não dançastes; entoamos lamentações e não chorastes'. 18. Porque veio João não comendo nem bebendo, e dizem: 'ele recebeu um espírito desencarnado'. 19. Veio o filho do homem comendo e bebendo, e dizem: 'eis um homem glutão e bebedor de vinho, amigo de cobradores de impostos e pecadores'! E contudo, a sabedoria é justificada por seus filhos". 

Luc.: 7: 19-35
19. Chamando dois deles (de seus discípulos), João enviou-os a Jesus, para perguntar: "És tu o que deve vir, ou esperaremos outro"? 20. Quando esses homens chegaram a ele, disseram: "João, o Batista, enviou-nos para te perguntar: 'és tu o que vem, ou esperaremos outro'? 21. Na mesma hora curou Jesus a muitos de moléstias, de flagelos, e de obsessores, e concedeu vista a muitos cegos. 22. Então respondeu-lhes: "Indo embora, relatai a João o que vistes e ouvistes: os cegos vêem de novo, os coxos andam, os leprosos ficam limpos, os surdos estão ouvindo, os mortos se levantam, e aos mendigos é dirigida a boa-nova. 23. E feliz é o que não tropeça em mim". 24. Tendo ido os mensageiros de João, começou a falar ao povo a respeito de João: "Que saístes a ver no deserto? Uma cana sacudida pelo vento? 25. Mas que saístes a ver? Um homem vestido com roupas finas? Os que se vestem ricamente e vivem no luxo, estão nos palácios dos reis. 26. Mas que saístes a ver? Um profeta? Sim, digo-vos, e muito mais que profeta. 27. É dele que está escrito: 'eis que envio ante tua face meu mensageiro, que preparará teu caminho diante de ti'. 28. Eu vos digo: entre os nascidos de mulher, não há nenhum maior que João; mas o menor no reino de Deus, é maior que ele". 29. Ao ouvir isto, todo o povo e até os cobradores de impostos reconheceram a justiça de Deus, sendo mergulhados com o mergulho de João; 30. mas os fariseus e 0s doutores da lei desprezaram a vontade de Deus quanto a eles, não tendo sido mergulhados por ele. 31. "A que, pois, compararei os homens desta geração, e a que são eles semelhantes? 32. São semelhantes a meninos que se sentam na praça e gritam uns para os outros: 'nós tocamos flauta e não dançastes; entoamos lamentações e não chorastes'. 33. Pois veio João, o Batista, não comendo pão nem bebendo vinho e dizeis: “ele recebeu um espírito desencarnado". 34. Veio o filho do homem comendo e bebendo, e dizeis: "eis um homem glutão e bebedor de vinho, amigo de cobradores de impostos e pecadores!' 35. Entretanto, a sabedoria é justificada por todos os seus filhos.

Carlos Torres Pastorino

carlos juliano torres pastorino - Cópia.jpg
Diplomado em Filosofia e Teologia pelo Colégio Internacional S. A. M. Zacarias, em Roma.
Professor Catedrático no Colégio Militar do Rio de Janeiro e Docente no Colégio Pedro II do Rio de Janeiro.

Sabedoria do Evangelho